Número total de visualizações de página

sexta-feira, fevereiro 25, 2011

OS COLUNISTAS DA RAIA DIPLOMÁTICA.COM


Alexandre Reis Rodrigues é vice-almirante  na situação de Reforma, presentemente a desempenhar o cargo de secretário-geral da Comissão Portuguesa do Atlântico. Como oficial subalterno, serviu na Guiné-Bissau no Destacamento nº7 de Fuzileiros Especiais.Os períodos de mar incluíram o comando no patrulha Cunene em Angola, a chefia do estado-maior e o comando de um Grupo Naval, o comando da fragata Roberto Ivens, num período de atribuição à Força Naval Permanente do Atlântico, da qual foi seguidamente chefe do respectivo estado-maior internacional e comandante.


Cargos em terra incluíram quatro anos na chefia da Divisão de Operações do Estado-Maior do então Comando Naval do Continente e cinco anos no Estado-Maior da Armada, primeiro na chefia da Divisão de Operações e depois na chefia da Divisão de Planeamento.

Em terra, como oficial-general, foi Superintendente dos Serviços de Material da Armada, Comandante Naval, Comandante do Quartel-General da NATO em Oeiras e comandante da EUROMARFOR, uma força naval incluindo navios da França, Itália, Espanha e Portugal. Concluiu a sua carreira na Marinha como Vice-Chefe do Estado-Maior da Armada, após o que foi vice-presidente da Comissão de Relações Internacionais da Sociedade de Geografia de Lisboa, entre 2003 e 2007, e vice presidente da Atlantic Treaty Association, entre 2003 e 2006..

Tem escrito sobre assuntos de defesa em jornais e revistas, proferido conferências e publicou os livros Nos Meandros da Política de Defesa(2002), Defesa e Relações Internacionais (2004) e Junho de 1998 - Bissau em Chamas (co-autor) (2007). É membro do Conselho Consultivo da Revista RI - Reações Internacionais; do Conselho Editorial da Revista Segurança e Defesa, membro do Conselho Geral do IEEI e do Conselho Científico do Centro de Investigação de Segurança e Defesa do IESM.







Cátia Candeias é licenciada em Desenvolvimento Comunitário pelo  Instituto de Psicologia Aplicada (ISPA). 

É Leitora do Instituto Camões em Malaca e Sócia-fundadora da Associação Cultural Korsang di Malaca.

Em Setembro de 2009 atravessou o oceano em direcção ao oriente e chegou a Malaca onde os portugueses atracaram os barcos há 500 anos.  É responsável pelo Projecto Povos Cruzados - Futuros Possiveis, projecto que nasceu após auscultação aos líderes da comunidade.

O projecto partiu da percepção das aspirações e características da comunidade: ser religiosamente cristã, falar um crioulo oral de base portuguesa, possuir grupos folclóricos que dançam música portuguesa e que trajam com sinais evidentes de ligação a Portugal, demonstrando práticas culturais de ligação afectiva e patrimonial a Portugal.

A comunidade tem um historial de reivindicação de valores e argumentos para a sua autonomia e diferenciação no conjunto dos povos da Malásia.




Jorge Rangel é Presidente do Instituto Internacional de Macau (IIM) e da Sociedade Histórica para a Independência de Portugal (SHIP).

Durante a administração portuguesa de Macau exerceu vários cargos públicos, sendo Secretário-Adjunto e Deputado da Assembleia Legislativa de Macau.



Mónica Ferro é Professora Assistente no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) da Universidade Técnica de Lisboa (UTL).

É doutorada em Relações Internacionais com uma tese sobre os Estados Frágeis, com a reforma do sector de segurança em Timor-Leste como "case study".

Tem como áreas de investigação os Estados Frágeis, Reforma do Sistema de Segurança e Justiça, Nações Unidas e Segurança Humana.

Tem publicado várias obras sobre Relações Internacionais e colaborado com vários órgãos de comunicação social.






Varela de Matos é Advogado,Professor Universitário e é Director da Associação de Comandos.

Com Licenciatura e Mestrando em Direito, foi docente na Universidade Autónoma de Lisboa de 1989 a 1994.

Foi autarca aos 18 anos. Obtém o Curso de Comandos (1977-1992)

Tem vários trabalhos publicados como Conflito de Direitos em Direito Constitucional e Direito Civil - Editora Ecla, 1995.  Mais de uma centena de artigos publicados desde 1994, nas revistas: TeleSatélite sobre Direito das Telecomunicações e Direito do Consumidor, Auto 2000 sobre Direito Rodoviário e Direito dos seguro, Mama Sume - Revista do Combatente e Revista Tradições, sobre Direito da Nacionalidade e Combatentes.



Sem comentários: