Número total de visualizações de página

terça-feira, fevereiro 15, 2011

VOX POPULI - REVISTA RAIA DIPLOMÁTICA EDIÇÃO Nº0 (28.11.2009)


“A revista Raia Diplomática pode ser uma ferramenta para promover a nossa nova fronteira, isto é, a edificação de uma Europa forte e única, que pode encabeçar na luta pela construção mais responsável, democrática e pacífica do Mundo, e para um futuro melhor para as nações do Norte e do Sul. Porque não?”

Joelle Naim - Artista Plástica
Paris, França

“Ágil, actual, opinativa q.b., charmosa, irreverente, elegante, profissional, pacifista, consensual, dinâmica, multirracial, pluricontinental, no fundo tem que ser uma revista que trate todos os temas abordados de um forma clínica mas, ao mesmo tempo, tem que ser humana e pessoal e olhar para cada leitor como se fosse o único e exclusivo destinatário dos artigos publicados.”

Joaquim Caetano - Professor Universitário
Lisboa, Portugal

“A Raia Diplomática é inacreditável. Cobre todos os assuntos importantes para a juventude (e para os mais velhos) de todo o mundo, como arte, viagens, política, entre outros. Esta revista é para pessoas de mente aberta, tolerantes e exigentes que queiram explorar a possibilidade dos seus mundos. Grande ideia!!”

Magdalena Gawel - Funcionária Pública
Cracóvia, Polónia

“A Raia Diplomática vem preencher uma lacuna no panorama da comunicação social em Portugal. É uma lacuna incompreensível, face ao crescente entrelaçado de dependências, relações multitudinárias entre Estados, povos e personalidades, pertença a organizações e grupo supra e internacionais. Neste contexto, Portugal olha (ou deveria olhar) cada vez mais para o largo e menos para o umbigo; louvo pois a ousadia de quem decidiu e pôs em execução este projecto, por isso apenas um sucesso já, a quem desejo boa sorte e, do que muito vão precisar, coragem.”

Paulo Sande - Chefe do Gabinete do Parlamento Europeu em Portugal
Lisboa, Portugal
 
“Quero saudar esta muito bem-vinda iniciativa de lançar a revista Raia Diplomática e cumprimentar o “dono” da ideia pelo incansável e meritório empenho em criar uma publicação sobre Política Internacional.
Estou certo que está a ser dado um passo que atrairá acrescido interesse a nível nacional por este
importante tema das nossas vidas, num mundo cada vez mais globalizado.”

Reis Rodrigues - Vice-almirante (Ref.)
Lisboa, Portugal

“Já há muito que era notada a falta de uma revista portuguesa onde se pudessem debater as questões de política e actualidade internacionais. Não só porque o processo de globalização continua a avançar, trazendo para nossas casas muitas questões que há poucas décadas atrás eram consideradas longínquas no espaço e nas preocupações. Também porque, membros como somos da União Europeia, é pouco menos que confrangedor o panorama do debate sobre temas europeus que se realiza em Portugal aliás, muito condicionado, em geral, pelo que se considera politicamente correcto nos centros de decisão europeus.
Por isso a Raia Diplomática assume para mim um papel de grande importância: contribuir para tornar os Portugueses mais informados e conscientes dos desafios mundiais e europeus e consequentemente participar de forma activa no desenvolvimento da cidadania em Portugal.”

João Ferreira do Amaral - Professor no ISEG
Lisboa, Portugal

“A Raia Diplomática tem uma oportunidade incrível para servir como uma voz para comunidades portuguesas no mundo, e em especial nos Estados Unidos.
A revista servirá como uma ferramenta de comunicação global que realça contribuições e sucessos das pessoas portuguesas no mundo. Quer na área da política, empresarial, artes e entretenimento, a
revista será um testamento à herança de Portugal como uma sociedade que cria exploradores curiosos para além das suas próprias fronteiras e mares. Eu desejo grande sucesso à publicação e espero um dia vê-la nas bancas de jornal de Nova Iorque.”

Jessica Rosero - Jornalista Independente
Nova Jersey, EUA

Sem comentários: